Categorias
Desenvolvimento Ferramentas

Balsamiq Mockups no Ubuntu 16.04

O Balsamiq Mockups é uma ótima opção para desenhar rapidamente protótipos de telas de aplicativos, sistemas e sites web. Atualmente possui versõs para Windows, Mac e Cloud.

Apesar de oficialmente o Balsamiq não rodar no Linux, é possível utilizá-lo através do Wine. O procedimento a seguir mostra como instalar e usar o Balsamiq Mockups 3.5.17 (não é a versão mais nova, mas é a versão que eu tenho licença de uso) no Ubuntu 16.04.

1. Instalar/Atualizar o Wine do Ubuntu 16.04

A primeira coisa a fazer é instalar ou atualizar o Wine do Ubuntu 16.04 para a versão mais nova disponível no próprio site do Wine. Para isso faça o seguinte:

Seu o seu sistema é de 64 bits, habilite o suporte para 32 bits com:

sudo dpkg --add-architecture i386

Faça o download e adicione a chave do repositório:

wget -O - https://dl.winehq.org/wine-builds/winehq.key | sudo apt-key add -

Adicione o repositório oficial do Wine para o Ubuntu 16.04 (para outras versões do Ubuntu, consultar a documentação do Wine):

sudo add-apt-repository 'deb https://dl.winehq.org/wine-builds/ubuntu/ xenial main'

Atualize os packages e instale o Wine:

sudo apt update

sudo apt install --install-recommends winehq-stable

2. Download do Balsamiq

A versão autorizada do Balsamiq, conforme minha licença, é a 3.5.17. O download é feito através do endereço:

https://build_archives.s3.amazonaws.com/obsolete/mockups-desktop/3.5.17/Balsamiq_Mockups_3.5.17.exe

ATENÇÃO: para a instalação será solicitada a sua chave de licença. Se você não tem mais a chave em mãos, pode recuperá-la na página de recuperação de licença do Balsamiq.

3. Instalação do Balsamiq

Abra um terminal (shell) e vá até o diretório onde você salvou o arquivo de instalação do Balsamiq (Balsamiq_Mockups_3.5.17.exe). Nesse diretório execute:

wine Balsamiq_Mockups_3.5.17.exe

Agora basta seguir as instruções na tela. Se necessário o Wine fará o download e instalação de componentes adicionais.

Ao final da instalação o Balsamiq estará instalado!

Para terminar, abra o Balsamiq e entre com sua chave de licença. Pronto! Já podemos criar protótipos com o Balsamiq no Linux:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *