Você gasta sua borracha?

Hoje estou trocando de borracha mais uma vez nesse ano. Não me lembro nem quantas borrachas eu já gastei. Quatro? Cinco? Seis?

Acho que vou começar a contar e criar um indicador para servir como proxy para quantidade de estudo em um período de tempo: número de borrachas trocadas (talvez massa de borracha utilizada ou volume consumido) por ano. Compare uma borracha nova (esquerda) com a que estou aposentando (direita):

Pela quantidade de borracha consumida vocês podem ter uma idéia da quantidade de vezes que eu erro algum problema nos meus estudos. E acredite: é ótimo errar (claro, desde que você não ignore o erro e estude até compreender o assunto).

Erre, estude de novo, refaça as contas e os problemas e, se errar novamente, continue até entender. Mas ATENÇÃO, não apenas refaça os problemas mecanicamente até acertar: você precisa ter realmente compreendido o assunto.

Ah! E não use lapiseira! Relembre a 1ª Lei de Abrantes em “O problema é o tamanho do lápis“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *